Qual o melhor método para parar de fumar?

Existem duas formas de parar de fumar, chamadas de parada abrupta, onde o fumante para de fumar de uma só vez, ele marca um “dia D”, ou seja, um dia específico, e ao chegar esse dia ele não irá mais fumar nenhum cigarro.

E existe a parada gradual, onde o fumante vai parando de fumar aos poucos, até que chegue o dia onde ele não irá mais fumar nenhum cigarro.

Em geral os especialistas recomendam a parada abrupta, pois a mesma interrompe o contato com o tabaco de uma só vez, porém irá variar de caso para caso. Já na parada gradual os médicos recomendam que ela dure no máximo duas semanas e a mesma deve ser muito bem planejada.

Parada gradual 

É a técnica utilizada para parar de fumar, que consiste na redução poupo a pouco do cigarro, até chegar ao momento em que não se fume mais nenhum, o período de duas semanas é indicado, pois colocar como meta períodos muito longos pode afastar e desestimular o fumante a de fato chegar ao seu objetivo final, que é deixar de fumar.

Você pode começar contando quantos cigarros são fumados ao dia, e depois calcular e estipular uma meta de quantos cigarros pretende tirar a cada dia, para chegar até o “dia D” sem fumar nenhum.

Para quem a parada gradual é indicada?

Ela é indicada para fumantes que sofrem muito com a ansiedade e estresse causado pela abstinência do tabaco

e que acreditam que não conseguirão parar de forma abrupta.

Por esses motivos não são indicados nesses casos às paradas abruptas, pois muitos fumantes tendem a ter crises de abstinência intensas.

A parada gradual te dará a sensação de maior confiança, devido o fumante poder acompanhar esse processo de diminuição de quantidade de cigarros e o aumento do tempo sem fumar.

E se sentem mais confiantes de que conseguirão parar de fumar.

Vantagens da parada gradual

  • Gera maior confiança e motivação ao fumante, de que ele conseguirá parar de fumar.

Desvantagens da parada gradual

  • O fumante estará ligado ainda aos objetos relacionados ao cigarro;
  • O cheiro do cigarro continua presente nas roupas, ambientes e objetos do indivíduo;
  • A crise de abstinência se torna mais longa, pois ainda há contato com a nicotina presente do tabaco;
  • O paciente é exposto aos danos causados pelo cigarro por mais tempo, ao passo que, na parada abrupta, essa exposição já é interrompida de uma só vez.

Terapia de reposição de nicotina

Dessa forma a reposição de nicotina é recomendada pelos especialistas apenas em casos onde o paciente já parou de fumar.

Ou seja, zerou todos os seus cigarros, e não durante o processo de parar de fumar.

É importante ressaltar que, tanto o ato de parar de fumar, como a terapia de reposição de nicotina.

Devem sempre ser acompanhados por médicos especializados, para que possam te auxiliar nesse momento da melhor forma que se encaixe em seu caso.

One thought on “Qual o melhor método para parar de fumar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *